Tottenham anuncia demissão do técnico italiano Antonio Conte por “comum acordo”


O italiano Antonio Conte não vai continuar no comando do Tottenham “por comum acordo” com a entidade, anunciou neste domingo o clube da Premier League.

O treinador italiano, que chegou ao clube londrino em novembro de 2021, deixa o Tottenham no momento em que o time ocupa o quarto lugar do Campeonato Inglês, posição que dá acesso à próxima edição da Liga dos Campeões, apesar de na última rodada ter empatado 3 a 3 com o Southampton, resultado que levou Conte a criticar duramente seus jogadores e os dirigentes do clube.

“Nos restam 10 jogos na Premier League e está em nossas mãos lutar por uma vaga na Liga dos Campeões”, disse o presidente do Tottenham, David Levy, em um comunicado.

Nessa luta, os ‘Spurs’ estão à frente do Newcastle com apenas dois pontos de vantagem, mas os ‘Magpies’ disputaram dois jogos a menos. “Todos nós temos que empurrar juntos. Todos nós temos que dar um passo para garantir o melhor lugar para o nosso clube e nossos incríveis e fiéis torcedores”, acrescentou o dirigente.

Críticas a jogadores e dirigentes

A situação de Conte acabou se agravando após o empate em 3 a 3 com o lanterna Southampton (depois de estar vencendo por 3 a 1 faltando pouco mais de 10 minutos para o final do jogo) na última rodada antes do intervalo para a Data Fifa, resultado que levou o italiano a criticar duramente seus jogadores e os dirigentes do clube.

“O problema é que, mais uma vez, mostramos que não somos um time (…) Somos 11 jogadores que entram em campo. Vejo jogadores individualistas, vejo jogadores que não querem ajudar o outro e que não colocaram seus corações no jogo”, criticou após essa partida.

Ele também deixou clara a falta de ambição do clube londrino após o fechamento do mercado de transferências em janeiro, em que os “Spurs” não se reforçaram como o italiano queria.

“Para mim é difícil falar de quarto lugar, porque estou acostumado a metas mais altas”, disse o treinador que conquistou títulos com Juventus, Chelsea e Internazionale e que foi contratado pelos “Spurs” para encerrar 15 anos sem troféus do clube londrino.

Mas a verdade é que os 16 meses que o técnico de 53 anos passou no Tottenham foram caóticos e tumultuados, fazendo valer a sua reputação de treinador temperamental e explosivo.

Foto: Adrian Dennis/AFP

Embora seja verdade que o objetivo de vencer a Premier League estava certamente fora do alcance dos “Spurs”, a falta de resultados nas copas nacionais e, acima de tudo, a eliminação nas oitavas de final da Liga dos Campeões contra o Milan acabou inviabilizando a situação do técnico em Londres.

A imprensa britânica garantiu nas últimas semanas que Conte foi muito afetado por seus problemas de saúde e pelas recentes mortes de Gianluca Vialli e Sinisa Mihailovic, ambos companheiros de equipe em sua época de jogador, além de Gian Piero Ventrone, seu preparador físico por muito tempo.

Conte será substituído no banco até o final da temporada por seu até então assistente Cristian Stellini, que comandou a equipe recentemente quando o técnico estava afastado após passar por uma cirurgia para remover a vesícula biliar.

Stellini terá como seu assistente o ex-jogador Ryan Mason, que já ocupou brevemente o cargo de treinador interino em 2021.

Conte é o quarto treinador a deixar o Tottenham em apenas três temporadas e meia, depois de Mauricio Pochetino, José Mourinho e Nuno Espirito Santo. O clube londrino também terá de pagar ao italiano 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 27,milhões na cotação atual).

Deixe seu comentário





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *