Pastor é preso após ‘fingir’ ser Deus e ameaçar fiel para ter relações sexuais em GO – País


Um pastor de 41 anos foi preso nessa terça-feira (14) suspeito de violação sexual mediante fraude contra uma fiel, em Goiânia. Ele dizia ser Deus para ameaçar a vítima.  

O líder religioso foi pastor de uma igreja evangélica de Goiânia por sete anos. Ele se valeu da confiança de uma fiel de 20 anos para ter relação sexual com ela. Os crimes ocorreu em janeiro deste ano. 

Segundo a Polícia Civil e Goiás, o suspeito convenceu a vítima a acompanhá-lo em hotel de luxo de Goiânia e praticar ato sexual, sob pretexto de salvar a alma dela e de seu marido

Após o ato, o pastor ameaçou a mulher por conversa no WhatsApp na intenção de praticar novas relações sexuais. O suspeito disse que o marido dela iria morrer e que ela iria “descer para o inferno”. 

Legenda:
Pastor ameaçou fiel por mensagens para ter relações sexuais com ela

Foto:
Reprodução

“Todo seu pecado vai ser cobrado”, diz o pastor em uma mensagem. “Tem até hoje para retornar de coração limpo sem sentimento de alma” e “Vou entregar você para o anticristo” foram outras ameaças.

A mulher denunciou o pastor após contar o ocorrido a familiares e descobrir que o líder religioso também fez investidas contra a cunhada. As duas procuraram a 1ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Goiânia, que investiga o caso.

O pastor segue preso por delito de violação sexual mediante fraude durante o andamento do inquérito. A prisão faz parte da Operação Átria, de combate à violência contra a mulher.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *