Moraes manda PGR se manifestar sobre pedido para revogar prisão de Roberto Jefferson – Notícias



O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, mandou  nesta sexta-feira (17) a Procuradoria-Geral da República se manifestar sobre o pedido da defesa do ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ) para revogar a prisão preventiva ou a possibilidade de o político ficar preso em casa.


No pedido apresentado na última terça-feira (13), os advogados sugerem a adoção de medidas alternativas à prisão, como uso de tornozeleira eletrônica e a apresentação a um juiz semanalmente.



A defesa também afirmou que Jefferson tem o interesse de “doar todas as suas armas de fogo e munições”, tanto as apreendidas em sua casa pela Polícia Federal, quanto as que estão registradas em seu nome.





No pedido, os advogados lembram que a corte reconheceu a competência da Justiça Federal do Distrito Federal para condução e julgamento da Ação Penal. 


Prisão


Em 22 de outubro de 2022, Moraes emitiu uma ordem de prisão por descumprimento das medidas estabelecidas para prisão domiciliar do ex-parlamentar. Após a determinação, agentes da Polícia Federal foram até a casa do ex-deputado, mas foram recebidos a tiros e atacados com uma granada por Jefferson.



Moraes, então, determinou a prisão em flagrante, por suspeita de tentativa de homicídio a dois policiais que ficaram feridos no ataque.


Jefferson se entregou e começou a cumprir prisão no presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Ele foi indiciado por quatro tentativas de homicídio contra os agentes da PF. 

 



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *