Ministros Camilo Santana e Silvio Almeida repudiam etarismo contra estudante de 44 anos – PontoPoder


O ministro da Educação, Camilo Santana, e o da Cidadania, Silvio Almeida, repudiaram nesta terça-feira (14) o etarismo sofrido pela estudante de 44 anos de uma universidade particular da Bauru, em São Paulo. Na semana passada, ela foi alvo de comentários maldosos por colegas de faculdade. 

Segundo Camilo, “é lamentável que tenhamos que nos manifestar para defender um direito fundamental básico, que é o direito à Educação, cláusula pétrea da Constituição brasileira”. 

Ministros fizeram declaração conjunta

Em postagem conjunta, Silvio Almeida também se solidarizou. “O etarismo, assim como o sexismo, a LGBTfobia e o racismo, são ameaças à nossa democracia, pois alimentam os discursos de ódio, especialmente nas redes sociais, gerando diversos tipos de violência”. 

Relembre o caso

O vídeo, que viralizou nas redes sociais na sexta-feira (10), mostra três colegas de turma de Patrícia ironizando sua idade: “Gente, quiz do dia: como ‘desmatricula’ um colega de sala?”. Logo, outra responde: “Mano, ela tem 40 anos já. Era para estar aposentada”. “Realmente”, concorda a terceira estudante. 

Em seguida, a pessoa que grava o vídeo diz: “Gente, 40 anos não pode mais fazer faculdade. Eu tenho essa opinião”.

Legenda: O trio questiona como desmatricular uma colega de sala

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A estudante Bárbara Calixto disse que as três estão arrependidas do que falaram e que o vídeo foi uma “brincadeira de mau gosto”. 

Ela afirmou que as imagens foram postadas apenas para amigos próximos, no Instagram, mas acabou saindo da roda de amigos e viralizou.  

 





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *