Jael resolve, Nutico sofre no fim mas bate Ferrovirio e avana na Copa do Nordeste :: ogol.com.br


O Náutico cumpriu a sua missão na noite desta quarta-feira, 22, e confirmou a sua classificação para as quartas da Copa do Nordeste. Diante de um bom público nos Aflitos, o Timbu bateu o Ferroviário por 3 a 2, com um grande primeiro tempo de Jael e Souza, fechando o placar na etapa final. Kiuan também marcou duas vezes para o Ferrão.

Com a vitória, o time pernambucano carimbou a vaga para o mata-mata da competição nordestina e ainda ganhou mais uma posição, chegando aos 13 pontos e pulando para a terceira colocação da Chave B. O Ferroviário, mesmo derrotado,  já tinha vaga garantida na próxima fase. O Ferrão manteve o terceiro lugar do Grupo A, com 13 pontos.

O cruel não perdoa

O Náutico dependia apenas de si para confirmar a classificação em casa. Em duelo contra o classificado Ferroviário, o Timbu foi para cima desde os primeiros minutos. Aos quatro minutos, Paul Villero mostrou o tom da pressão dos donos da casa ao acertar um chute forte da entrada da área e carimbar o travessão.

A intensidade do Náutico foi aumentando com o passar do tempo. Não demorou muito para o Timbu balançar as redes pela primeira vez com Victor Ferraz, mas teve o gol anulado por impedimento. Em resposta, o Ferroviário buscava encaixar contragolpes velozes, mas a bola não chegava ao centroavante Ciel.

Depois de muito insistir sem perder o ímpeto, o Náutico abriu o placar aos 25 minutos. Pela direita Victor Ferraz recebeu de Souza, deixou o marcador no chão e cruzou na cabeça de Jael, que subiu sozinho e testou para as redes.

Os donos da casa aproveitaram o bom momento para ampliar o placar antes do intervalo. Aos 42, Jael aproveitou cruzamento de bola parada para se antecipar à marcação e testar de novo para as redes, ampliando a vantagem do Náutico.

Vitória confirmada com susto no fim

Para o segundo tempo, o técnico Dado Cavalcanti optou pela saída de Jael e a entrada de Júlio para dar mais mobilidade ao ataque e aproveitar os espaços em contra-ataques. A estratégia pernambucana deu certo e o Náutico seguia mais perto da meta adversária. 

Aos 15 minutos, a trave evitou o terceiro gol do Timbu. Souza armou contra-ataque e lançou Paul Villero. O atacante colombiano invadiu a área e chutou cruzado, a bola caprichosamente tocou na trave e não teve ninguém para aproveitar o rebote.

O terceiro gol amadureceu nos pés do Timbu até virar realidade nos Aflitos. Kayon infiltrou na área e foi derrubado. O pênalti foi cobrado com categoria por Souza, que deslocou o goleiro e anotou mais um para o Náutico.

Na reta final da partida, o Náutico sentou no resultado e aguardou o apito final com a vitória encaminhada. No entanto, o Ferroviário aproveitou os instantes finais para assustar os donos da casa e quase buscar uma reação. Aos 32, Kiuan acertou um belo chute de fora da área e descontou para o Ferrão.

Com ânimo renovado, o atacante do Ferroviário incendiou a partida e diminuiu ainda mais o placar três minutos depois. Kiuan recebeu pela direita, deixou a marcação no chão e chutou sem chances para Vágner, marcando 3 a 2. O gol trouxe outra tônica para os minutos finais do confronto. Atordoado, o Náutico fechou a defesa para evitar o empate e, apesar de ceder chances para os visitantes, o Timbu conseguiu segurar a vitória nos Aflitos.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *