Harry e Meghan fazem lista de exigências para prestigiar coroação de Charles III – Mundo


A coroação do Rei Charles III acontece em Londres, no próximo dia 6 de maio, mas a presença do príncipe Harry e de Meghan Markle ainda é indefinida.

Segundo a imprensa britânica, o casal, que agora mora nos Estados Unidos desde que deixou a vida de membros ativos da Família Real, teria feito uma série de exigências para participar do evento.

Segundo o The Mirror, os filhos de Harry e Meghan, Lilibet e Archie, não foram convidados para participar da cerimônia, já que ainda são muito pequenos, e eles não gostaram disso.

Além disso, Archie faz aniversário no dia 6 de maio, e o casal não quer que a data passe em branco em meio ao evento mais aguardado da vida do avô. Eles teriam exigido que a Família faça algo para reconhecer a importância de celebrar a vida de Archie.

Reunião privada

Harry também pediu uma cerimônia privada com Charles e William antes da coração, e exigiu encontro como uma condição para participar do evento.

“Harry foi muito claro e sua posição não vacilou – ele não virá se sentir que a atmosfera será tão tóxica quanto foi durante o Jubileu de Platina da Rainha e o funeral. Ele disse que quer se reconciliar com sua família e é a decisão deles, mas até agora nada mudou”, disse uma fonte do The Mirror.

Harry e Meghan ainda teriam exigido estar na sacada do Palácio de Buckingham para a tradicional foto após a coroação. Isso não aconteceu nas celebrações do Jubileu de Platina da Rainha, em 2022, enquanto William, Kate e os três filhos estavam presentes.

Outro pedido de Harry e Meghan é que fiquem hospedados durante a coroação no Frogmore Cottage, local que ganharam da Rainha Elizabeth para morar quando casaram.

Eles tinham deixado o espaço fechado quando se mudaram para os Estados Unidos, mas quando Charles virou rei, foi pedido para o casal desocupar o lugar, que passou para a princesa Eugenie, filha do príncipe Andrew, de quem Harry é muito amigo.

Por fim, Harry e Meghan querem segurança armada durante a visita. Esse ponto é polêmico no Reino Unido, já que parte do público entende que já que Harry deixou as funções reais, os cofres públicos não são obrigados a pagar essa conta. 





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *