Eduardo Coudet define “segundo objetivo” do Galo


O Atlético Mineiro conseguiu. A primeira tarefa do ano foi cumprida e fez valer o investimento da diretoria em novas peças para a temporada 2023. Dos recém-chegados, seis entraram como titulares, além do próprio Eduardo Coudet na comissão técnica. Não importava a maneira, o Galo precisava estar na Fase de Grupos da Libertadores. Todo o elenco tinha em mente a exigência.

Não deu outra. Os jogadores deram a vida dentro do Mineirão nesta quarta-feira e garantiram o triunfo do Atlético Mineiro sobre o Milonários, da Colômbia, por 3 a 1. Paulinho anotou dois gols e deu assistência para Hulk marcar de voleio na reta final. Pelo lado adversário, Fernando Uribe fez o de honra quando o duelo já estava liquidado.

Tensão, mas final feliz

Quem estreou com o Galo no ano de 2023, assumiu a responsabilidade de colocar o time na Fase de Grupos da Libertadores. Paulinho, Edenílson, Patrick, Saravia, Mauricio Lemos, Igor Gomes, entre outros toparam o projeto do Rodrigo Caetano, que dependia da classificação.

O início foi tenso. Contra o Carabobo, da Venezuela, um empate em 0 a 0 perigoso. O Atlético quase deixou o país vizinho com uma derrota (Valeu, Éverson). No Brasil, venceu e convenceu. Diante do Milonários, mesma história. Igualdade, dessa vez com gols, pressão, porém, triunfo.

Fala, Chacho

O primeiro objetivo do Atlético Mineiro é concluído com sucesso, mas o treinador Eduardo Coudet não demorou para definir o segundo. Logo após a partida, o argentino concedeu entrevista coletiva e já estabeleceu novas metas ao Galo.

“Agora já estamos pensando no sábado, quando teremos outro objetivo pela frente porque também queremos bater a final no Estadual. Seguramente, nós vamos fazer um grande esforço para cumprir esse segundo objetivo e o time vai jogar muito melhor no futuro.”



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *