Dono de supermercado é morto durante ataques no RN; Polícia investiga se crime está relacionado – Rio Grande do Norte


O dono de um supermercado foi morto na noite dessa terça-feira (14), em Natal, Rio Grande do Norte, após supostamente reagir a uma abordagem criminosa no estabelecimento. A Polícia Civil investiga se a morte tem relação com a série de ataques registrados no Estado.

A Polícia Militar informou ao portal g1 que a vítima teria sido baleada após lutar com um suspeito. Imagens capturadas pela câmera de segurança do mercado flagrou o momento. (Veja baixo)

ASSISTA MOMENTO

Nas imagens, é possível observar que o empresário troca golpes com um indivíduo em um corredor do mercado. Em seguida, outros dois criminosos se aproximam e atiram contra os dois. 

Desde a madrugada de terça-feira, pelo menos 20 cidades potiguares registraram atos criminosos contra prédios públicos e veículos. Devido à gravidade da situação, o ministro da Justiça Flávio Dino autorizou o envio de agentes da Força Nacional para Estado. Oficiais desembarcaram no destino nesta quarta-feira (15).  

Incêndios e ataques a tiros

A onda de ataques coordenados contra prédios públicos e veículos consiste em incêndios de estruturas de prefeituras e do governo, além de ataques a tiros a bases policiais e sedes do Judiciário. Há a suspeita de que a facção Sindicato do Crime esteja por trás das ações criminosas.

Até a noite da terça-feira (14), segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), ao menos 21 suspeitos de envolvimento nos ataques já tinham sido presos, sendo dois foragidos da Justiça e um adolescente apreendido.

Também foram apreendidas: cinco armas de fogo, um simulacro, 18 artefatos explosivos, três galões de gasolina, quatro motos e um carro, além de dinheiro e munições. Um homem morreu em confronto com policiais, informou a pasta.

A governadora Fátima Bezerra (PT) também se manifestou no Twitter e afirmou que 190 policiais enviados pelo governo federal se juntam nesta madrugada as forças estaduais de segurança. “Não descansaremos até restabelecer a paz, a ordem e a tranquilidade do povo do RN”, disse.

Para acelerar a logística, foram cedidos aviões do Ministério da Defesa que viabilizaram a ida dos agentes da Força Nacional para o Rio Grande do Norte.

Além disso, o Ministério da Justiça também determinou que a Polícia Rodoviária Federal aumente o patrulhamento em rodovias no interior do Estado para controlar a movimentação de criminosos.

Segundo o secretário Rafael Velasco, outros 30 policiais penais integrantes da força de treinamento localizada em Porto Velho, em Rondônia, foram deslocados para Mossoró, município do interior do Rio Grande do Norte que abriga um presídio federal.

Representantes do governo estadual, que se reuniram na sede do Ministério da Justiça na tarde da terça-feira, acreditam que ataques são uma retaliação de criminosos insatisfeitos devido às mudanças realizadas pelo poder público local no sistema carcerário e com algumas detenções realizadas nas últimas semanas.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *