Com eliminação na Copa do Brasil, Ceará não alcança meta financeira e amarga ‘prejuízo’ – Jogada


O Ceará foi eliminado na 2ª Fase da Copa do Brasil nesta quarta-feira (15), ao ser derrotado nos pênaltis para o Ituano por 4 a 2, após um empate em 1 a 1 no tempo normal.  E a queda precoce na 2ª Fase acarreta em prejuízo financeiro, com o clube não alcançando a meta que ele mesmo estipulou para a competição de 2023.

De acordo com a proposta orçamentária aprovada para 2023, o clube estipulava arrecadar R$ 9,55 milhões em premiações. Isso indicaria chegar pelo menos até as Oitavas de Final.

 

Premiação abaixo

Mas o Vovô arrecadou apenas R$ 2,6 milhões. Por cota de participação, o Alvinegro recebeu  R$ 1,25 milhão, por estar no Grupo II de cotas, e R$ 1,4 milhão ao passar pela Caldense/MG na 1ª Fase. Ao ser eliminado pelo Ituano, o Vovô deixou de ganhar R$ 2,1 milhões. 

Mas o prejuízo é ainda maior pela meta financeira estipulada pelo clube: aproximadamente R$ 7 milhões


Cotas da CBF por participação:

1ª fase: R$ 1,4 milhão (grupo I), R$ 1,25 milhão (grupo II) e R$ 750 mil (grupo III)

2ª fase: R$ 1,7 milhão (grupo I), R$ 1,4 milhão (grupo II) e R$ 900 mil (grupo III)

3ª fase: R$ 2,1 milhões

Oitavas de final: R$ 3,3 milhões

Quartas de final: R$ 4,3 milhões

Semifinal: R$ 9 milhões

Vice-campeão: R$ 30 milhões

Campeão: R$ 70 milhões




Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *