Com 2 fábricas no Ceará, Votorantim fatura R$ 25,8 bi e lucra R$ 1,1 bi – Egídio Serpa


Com uma fábrica em Sobral e outra no Complexo do Pecém, a Votorantim Cimentos, a maior do país no setor, apurou, no ano passado de 2022, uma receita líquida global de R$ 25,8 bilhões, o que significou um aumento de 16% em relação a 2021. Foi um resultado da estabilidade no volume de vendas e da dinâmica de preços favorável em todas as regiões em que opera, que mitigaram a pressão de custos e o impacto do câmbio no período. 

O volume total de vendas nos países em que tem operações somou 36,8 milhões de toneladas de cimento, 1% abaixo do comercializado no ano anterior. 

A Votorantim Cimentos registrou lucro líquido de R$ 1,1 bilhão em 2022, representando 30% a menos do que o apurado no exercício anterior. A queda é explicada pelo impacto negativo do aumento de custos no resultado operacional e maior depreciação, referente aos ativos adquiridos nos últimos anos.

 

Osvaldo Ayres Filho, diretor de operações da Votorantim, explicou: 

“Alcançamos mais um ano de resultados sólidos por meio da disciplina na execução de nosso mandato estratégico, apesar do cenário global com alta inflacionária, aumento das taxas de juros e ainda sofrendo as consequências da guerra na Ucrânia. Localmente, o endividamento das famílias e a retração no crédito afetaram os investimentos em obras e reformas, que impactaram o mercado nacional de cimento. Mesmo diante desse quadro, aumentamos nossos investimentos concentrados em melhoria de competitividade, ampliamos e lançamos novos negócios e expandimos nossas operações em mercados importantes, como a Espanha. A empresa segue mais forte e resiliente, estando mais bem preparada para as oportunidades e os desafios.”

 

O Ebtida (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado alcançou R$ 4,9 bilhões no ano passado, queda de 6% na comparação com o exercício anterior. Já a Margem Ebtida foi de 19% em 2022, redução de 5 pontos percentuais em relação a 2021 devido aos impactos inflacionários da conjuntura internacional nos custos da companhia. 

A Votorantim Cimentos encerrou 2022 com alavancagem, medida pela relação dívida líquida/Ebtida ajustado, de 1,55x, o melhor resultado em mais de dez anos. A companhia chegou ao final de 2022 com saldo de caixa no valor de R$ 4,9 bilhões, uma sólida liquidez suficiente para cumprir com suas obrigações financeiras para os próximos quatro anos.

 

No ano passado, os investimentos da Votorantim Cimentos em expansões, modernização e sustentação do negócio somaram R$ 2 bilhões, um crescimento de 36% em relação a 2021. Entre esses investimentos estão projetos atrelados à melhoria de competitividade, aos compromissos de descarbonização da companhia e à nova operação de moagem e expedição de cimento na cidade de Minas, no Uruguai. 

Em novembro, a Votorantim Cimentos concluiu a aquisição das operações da Heidelberg Materials no Sul da Espanha, que incluem uma moderna fábrica integrada de cimento localizada na cidade de Málaga, três minerações de agregados e 11 usinas de concreto na região da Andaluzia.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *