‘Cerca existe para ser respeitada’


O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo-MG), defendeu o direito a propriedade. Em um vídeo que circula nas redes sociais, o político mineiro afirmou que seu governo deu paz para o homem do campo e inibiu qualquer tipo de invasão.

“Fizemos questão de dar paz para o homem do campo por meio de uma segurança reforçada e inibindo qualquer tipo de invasão”, declarou Zema. “Cerca existe para ser respeitada. Em Minas Gerais, não vamos tolerar invasão. O homem do campo precisa de segurança e paz para trabalhar.”

Nas últimas semanas, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) invadiu três áreas produtivas da empresa Suzano, nos municípios de Mucuri, Teixeira de Freitas e Caravelas, no sul da Bahia.

As áreas invadidas, ao contrário do que alegam os líderes do movimento, não eram improdutivas e tampouco tinham problemas ambientais. A Justiça da Bahia determinou a imediata saída dos invasores e fixou multa de R$ 5 mil por dia. Na decisão, o juiz autorizou o uso da força para retirar os invasores.

No domingo 5, houve uma tentativa de invasão na Fazenda Ouro Verde, na Bahia. Enquanto o governo petista não agia, foram os produtores rurais da cidade de Santa Luzia que se mobilizaram para impedir a invasão. A fazenda emprega mais de 50 pessoas.

Somente nesta semana, os ministros Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário) e Carlos Fávaro (Agricultura) manifestaram repúdio às invasões. O presidente Lula permanece em silêncio.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *