Atltico de Madrid vence com tranquilidade, se mantm isolado em terceiro e aumenta a crise no Valencia :: ogol.com.br


O Atlético de Madrid não teve dificuldades neste sábado, 18, para fazer o seu papel no Civitas Metropolitano ao bater o Valencia por 3 a 0. O time de Diego Simeone chegou às redes sempre que acelerou as jogadas e construiu um triunfo natural sobre um adversário repleto de fraquezas.

O Atléti segue cada vez mais dono do terceiro posto no Campeonato Espanhol. Longe da briga pelo título, aumentou a vantagem para os clubes que perseguem a posição. O Valencia sua agonia com a derrota sofrida. Uma posição acima da zona de rebaixamento, o time pode entrar no Z3, caso o Getafe apenas empate na rodada.

Intensidade colchonera

O Atlético de Madrid aproveitou a má fase do Valencia para emplacar uma postura ofensiva desde o começo do jogo. O ataque comandado pela dupla Griezmann e Depay e abastecido por Carrasco, De Paul e Llorente, incomodou a defesa adversária nos lances iniciais e empilhou chances desperdiçadas.

Em 20 minutos, apenas o time de Diego Simeone ficou com a bola nos pés. Depay por cima e Carrasco em finalização de fora da área, quase marcaram. O gol colchonero amadureceu nos pés dos companheiros de Griezmann, mas só viraram realidade quando a chance esteve com o francês.

Aos 23 minutos, Marcos Llorente tocou pelo meio e Griezmann conseguiu se livrar da marcação. Na frente do goleiro, o atacante não teve dificuldades para definir o canto e abrir o placar para o Atléti.

O time de Simeone se contentou com a vantagem mínima e parou de agredir a defesa do Valencia. A fragilidade ofensiva dos adversários não oferecia risco ao placar construído, mas a tranquilidade para administrar o resultado também não foi alcançada na primeira etapa.

Vitória confirmada sem riscos

A conversa com Simeone no intervalo acendeu a intensidade colchonera. O Atlético retornou para a etapa complementar com o mesmo ímpeto demonstrado quando o placar ainda estava zerado e precisou de poucos lances para balançar as redes novamente.

Pela esquerda, Rodrigo De Paul tocou para Carrasco invadir a área com total liberdade e chutar cruzado para vencer Mamardashvili. A ampliação do placar coroou a intensidade do Atlético e, enfim, encaminhou a vitória tranquila.

O Valencia passou a buscar o desconto somente a partir do segundo gol sofrido. Com a entrada de Cavani, o time passou a explorar a bola aérea e seguiu sem êxito. A postura ofensiva ofereceu espaços para o Atlético aplicar seu golpe fatal.

Mesmo sem acelerar as propostas de ataque, os donos da casa chegaram ao terceiro gol. Alvaro Morata saiu do seu habitat natural e surgiu pela ponta esquerda para cruzar na cabeça de Thomas Lemar. 3 a 0 para o Atlético e terceira colocação cada vez mais isolada. 

ATLTICO MADRID

EMPATE

VALENCIA





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *