Após chuvas, comunidade no Ceará teve 6 deslizamentos e está isolada há uma semana – Ceará


A comunidade de Pau Alto, em Uruburetama, está isolada há uma semana do resto da cidade por conta das fortes chuvas que vem sendo registradas nos últimos dias. A informação foi confirmada pelo prefeito de Uruburetama, Aldir Chaves.

Ele explicou que foram registrados 6 deslizamentos na localidade e a chegada é feita apenas por helicóptero. Nos últimos dias, a equipe da Prefeitura de Uruburetama usou uma aeronave da Polícia Miliar para levar cestas básicas, medicamentos e equipes da Defesa Civil. Também foram levadas velas, mantimentos e roupas para as pessoas da comunidade. 

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a operação de levar mantimentos foi organizada com apoio da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Ceará (Cedec) e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE). Foram levados alimentos e itens de suporte para as 18 famílias que ficaram ilhadas na região. 

Ao todo, 100 pessoas estão presas e sem acesso à energia, comércio e outros serviços básicos desde a semana passada. Depois de três viagens, foram levados 795 kg de alimentos, kits de limpeza, medicamentos, velas e fósforos.

Legenda: Helicóptero foi usado para levar alimentos e remédios para a comunidade de Pau Alto

Foto: SSPDS

Desobstrução do acesso

As equipes da administração pública estão aguardando parte da água acumulada na estrada até o local secar um pouco para levar tratores da SOP (Superintendência de Obras Públicas do Governo do Estado) que possam liberar o acesso à comunidade.

“Essa comunidade está sem acesso desde a última terça-feira, isolada há uma semana. O maquinista está com medo de subir e o trator virar. Foram 6 deslizamentos”

Aldir Chaves

Prefeito de Uruburetama

O prefeito de Uruburetama ainda revelou que o caminho para outras comunidades já foram desobstruídos.

“As outras localidades já temos acesso, como Santa Luzia, Bananal, e Retiro. Hoje, um assistente social foi em Itacolomy. O problema foi todo na região serrana, que teve deslizamento de terra”, disse. 

Legenda: Prefeitura tem usado tratores para desobstruir vias

Foto: Ismael Soares

Enchente explicada 

Questionado sobre a enchente registrada nos últimos dias, Aldir Chaves apontou a relação dos rios da região com o relevo como explicação para a enchente. 

“O problema é o rio que corta a serra. Rio Mundaú que corta o Itacolomy e vai até a praia. Temos também o Rio Angelim, que vem do Bananal”, disse.

Comitê de crise criado

Para tentar solucionar os problemas registrados nos últimos dias, a Prefeitura de Uruburetama criou um comitê de crise, contando com a presença de todos os secretários municipais, a defesa civil municipal e a defesa civil estadual. 

“Estamos fazendo o levantamento da situação para traçar as metas para essas localidades. Tem uma pessoa que sobe lá, estou mandando mais mantimentos só de jumento. Estamos esperando a chuva passar para limpar a estrada”, disse Aldir. 

 



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *