Abel Ferreira é acusado na esfera criminal e pode pagar cerca de R$ 4 milhões


O Atlético Mineiro está com problemas financeiros, tudo bem, mas parece que o rival Palmeiras tem questões piores para resolver. O clube paulista recebeu uma notícia desastrosa nesta sexta-feira e pode, inclusive, se envolver com a Justiça nas próximas semanas. Tudo por conta de possíveis atitudes de um dos principais responsáveis pelo sucesso recente.

O rival do Galo já emitiu uma nota em apoio ao nome citado no meio do escândalo, porém, a história ainda depende de apurações. Durante o período sem jogos no Brasil, é possível que a novela ganhe novos capítulos e influencie no desempenho do Palmeiras dentro das próximas competições.

Eita!

Um ex-administrador da empresa Edibrasil Construções LTDA, Pedro Gabriel Brandão Barros, acionou o treinador Abel Ferreira e outros sete português na Justiça. Além de cobrar cerca de R$ 3.845.057,50, por conta de um suposto complô “secreto” para retirá-lo da posição de administrador.

O comandante do Palmeiras ainda é acusado na esfera criminal e foi citado em um procedimento de investigação na Polícia Civil do Rio Grande do Norte, estado onde a empresa está localizada. Abel Ferreira negou qualquer envolvimento.

“É completamente falso que eu tenha sido acusado ou vá ser julgado em qualquer processo crime. Deste modo, qualquer notícia em que seja dito o contrário é completamente falsa e ofensiva da minha imagem e bom nome enquanto pessoa, responsabilizando todos aqueles que a criaram ou a divulgaram.”

Adversários na Liberta?

O Atlético Mineiro acompanha a situação até porque o Palmeiras é um rival direto nas principais competições do ano: Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Copa Libertadores. No torneio continental, inclusive, os dois têm chance de figurar no mesmo grupo após o sorteio da Conmebol, na próxima segunda-feira.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *