50 vezes mais viciante que a heroína, droga mais mortal dos EUA é encontrada no Brasil pela 1ª vez – País


A droga responsável por provocar o maior número de mortes nos Estados Unidos foi apreendida, pela primeira vez, com traficantes no Brasil. Agentes da Polícia Civil encontraram o fentanil no Espírito Santo. O anestésico é 50 vezes mais viciante que a heroína e 100 vezes mais forte que a morfina. 

A apreensão incomum, realizada em 11 de fevereiro, despertou o interesse internacional. A maior agência de combate a narcóticos do mundo, a norte-americana DEA, enviou dois oficiais ao Estado, que atuam em conjunto com os policiais brasileiros. As informações são do Fantástico.

É a primeira vez que ficamos sabendo que teve uma apreensão de fentanil no Brasil com traficantes de drogas. Estados Unidos e Brasil têm uma parceira de trabalho para facilitar e trabalhar conjuntamente, para conscientizar sobre a ameaça de fentanil.”

Ivone Schon

Chefe do escritório da DEA no Rio de Janeiro

No país norte-americano, é possível observar que, após consumir a substância, usuários agem como se estivessem sem rumo pelas ruas ou são acometidos por episódios de overdose nas calçadas.  

“Atualmente, nos Estados Unidos, fentanil é a maior ameaça para os nossos filhos, nossas famílias e nossa comunidades”, completou Schon. 

As investigações apontam que o opioide pertencia a um fornecedor de entorpecentes, ao invés de um traficante que atua em pontos de venda em comunidades nas cidades.

Segundo a Polícia, a droga veio de Minas Gerais com destino ao Espírito Santo. A investigação segue apurando se o narcótico foi desviado durante o transporte ou se chegou até o hospital e, de lá, foi vendido para os criminosos.  

Uma pequena quantidade de fentanil consegue provocar a morte do dependente químico. Em 2022, mais de 20 pessoas faleceram na Argentina após supostamente consumir cocaína com alto teor de fentanil. 

Por que a droga está no Brasil?

A mistura da substância com outros narcóticos seria exatamente o motivo por trás da presença do narcótico no País, conforme apontam as autoridades.

“A principal linha de investigação indica que o fentanil seria utilizado para misturar em outras drogas, a exemplo da cocaína, mas, também, possivelmente em drogas sintéticas, como LSD e ecstasy”, detalha o delegado de Polícia Civil do Espírito Santo, Tarcísio Otoni Perusia.

Apesar da hipótese oficial não indicar a intenção de repassar a droga e, sim, adicioná-la a outras, Schon explica que a prática serve para tornar o entorpecente final ainda mais viciante.   

A ideia de misturar o fentanil com outras drogas ou medicamentos é porque eles querem fazer com que as pessoas tenham mais vício e, [consequentemente], gerar mais dinheiro.”

Ivone Schon

Chefe do escritório da DEA no Rio de Janeiro

Efeitos do fentanil 

O opioide é usado em hospitais para interromper a dor em pacientes, no entanto, ele acaba provocando alucinações e prejudica os pulmões

“Os pulmões não conseguem expandir. Você tem aquela sensação de falta de ar dentro de um ambiente com oxigênio. A princípio, você tem uma taquicardia para compensar essa dificuldade do coração de ter oxigênio”, explicou o presidente da Sociedade de Anestesiologia do Espírito Santo, Wellington Pioto, ao Fantástico.

A perita criminal da polícia, Daniela Mendes Lousada, explica haver casos de dependência química e mortes provocadas por ela no Brasil. 

“Normalmente, a classe de profissionais da área de saúde, que envolve médicos, enfermeiros, técnico, farmacêuticos, tem, na verdade, esse acesso [à substância], e é hoje onde a gente encontra usuários desse tipo de drogas. E já temos relatos de óbitos que aconteceram pelo uso da substância”, detalhou a perito criminal da Polícia Civil do ES, Daniela Mendes Lousada.    





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *